Blog

  • Home
  • /
  • Blog
  • /
  • Ser sustentável é também cuidar das pessoas!
  • 26/11/2019
  • DotSE
  • Sustentabilidade

Ser sustentável é também cuidar das pessoas!

Uma empresa sustentável é aquela que cuida, além do meio ambiente e da economia, também dos seus colaboradores e de todos ao ser redor

Você, empreendedor(a), já parou para pensar em as atividades corporativas da sua empresa interferem na vida das pessoas? Você garante boas condições de trabalho aos seus funcionários? Eles ganham salários justos e convivem em ambientes que favorecem o bem-estar e a saúde? Seus colaboradores convivem em harmonia? Não apenas os colaboradores estão envolvidos e são  impactadas pelos processos de um negócio, mas também fornecedores, clientes, parceiros e a sociedade em geral. 

Além da sustentabilidade ambiental e da econômica, que tratamos nos últimos dois posts do blog, existe mais um pilar para o desenvolvimento sustentável: o social. Ações que visam melhorar a qualidade de vida da população estão relacionadas à este conceito. É necessário e urgente diminuir as desigualdades sociais, garantir o acesso das pessoas à serviços de saúde, educação, cultura e lazer, bem como preservar e ampliar os direitos dos cidadãos. 

Quem está à frente de uma organização, precisa estimular e proporcionar relações saudáveis dentro da empresa e favorecer tanto o desenvolvimento pessoal de cada um, como o do coletivo. Garantir a segurança de todos também é um ponto importante. 

As doações são uma ótima iniciativa realizada por algumas empresas, mas a sustentabilidade social vai muito além disso. Quer conhecer caminhos para fortalecer as propostas de desenvolvimento social em empresas e órgãos públicos? Continue rolando o mouse ou a tela, que separamos dicas para pôr em prática a sustentabilidade social. 😁 


☑  Não incentivar o trabalho infantil e escravo. Denunciar empresas que possuem essas práticas;

☑ Promover a igualdade de oportunidades e a inclusão social através de programas de contratação, capacitação e promoção de mulheres, negros, indígenas, pessoas portadoras de deficiência e outras minorias;

☑ Assegurar aos trabalhadores salários adequados à legislação trabalhista, ao bem-estar e à saúde dos funcionários e de suas famílias;

☑ Adotar medidas em relação a seus produtos ou serviços que visem minimizar os riscos à saúde e segurança do consumidor;

☑ Oferecer benefícios aos trabalhadores terceirizados, bem como condições de saúde e segurança no trabalho iguais às dos empregados regulares; 

☑ Promover programas que informem as pessoas a respeito dos impactos sociais e ambientais de seus hábitos de consumo, bem como os cuidados que devem ser observados durante o uso e descarte do produto;

☑ Investir em saneamento básico que garanta o tratamento de esgoto e o acesso à água potável, implantar projetos que possibilitem acesso à energia elétrica e ampliar o acesso à Internet para aqueles que não são beneficiados por estes serviços;

☑ Proporcionar meios de participação democrática na definição de ações que estejam relacionadas à vida dos cidadãos;

☑  Investir em educação pública e na qualidade do ensino e implantar projetos educativos e sociais gratuitos;

☑ Oportunizar projetos de geração de emprego e qualificação profissional, principalmente para trabalhadores que se encontram desempregados. No meio corporativo, investir em cursos profissionalizantes para seus colaboradores;

☑ Estimular a igualdade de gênero, o respeito às diferenças sociais, raciais, sexuais, religiosas, étnicas e culturais.

O desenvolvimento sustentável do planeta integra além das questões econômicas e ambientais, as sociais. A sustentabilidade social é um importante setor na transformação da realidade. Não se deve pensar apenas na qualidade de vida de quem faz parte da sua organização, mas de todos que estão ao seu redor e à seu alcance. Responsabilidade social é dar condições para que todos tenham as mesmas oportunidades, sem distinções.

Você, que está à frente das iniciativas da empresa, é socialmente responsável? A pergunta “será que todas as empresas são socialmente responsáveis?” não cabe aqui. É preciso ter consciência da sua responsabilidade individual para a mudança de um contexto coletivo. 

Preocupar-se com o outro em prol de interesses próprios não é uma prática sustentável. Precisamos olhar para além do nosso umbigo. Que tal começar agora mesmo a pensar coletivamente e para o coletivo? Empresas transparentes demonstram comprometimento com todos os envolvidos no processo❗️

Fontes: Exame; Sua Pesquisa