Blog

  • Home
  • /
  • Blog
  • /
  • Saiba como os incêndios na Austrália afetam você
  • 09/01/2020
  • DotSE
  • Meio ambiente

Saiba como os incêndios na Austrália afetam você

Para os cientistas, os níveis crescentes de gás carbônico estão esquentando o planeta

A Austrália vive temperaturas recorde e seca extrema. Por conta disso, o país vem passando uma de suas piores temporadas de incêndios florestais. No último sábado (04/01/2020), milhares de casas ficaram sem eletricidade com incêndios que arderam fora do controle na costa leste. A costa sul também está sendo afetada e nestas regiões moram a maioria das pessoas na Austrália. 

Em matéria publicada pela BBC News no dia 06 de janeiro deste ano, trabalhadores de emergência que combatem as chamas afirmam que o pior ainda está por vir. Segundo o primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, os incêndios podem continuar ardendo por meses. No mesmo dia da publicação, partes da Austrália foram aliviadas pela chuva, que diminuiu as temperaturas. Autoridades, porém, disseram que os incêndios podem se intensificar novamente. 

Os incêndios florestais na Austrália não são de hoje, mas desde 2019 estão piores. O fenômeno Dipolo do Oceano índico, também conhecido como El Niño índico, provoca um período de maior calor e seca e, de acordo com a matéria, é a causa imediata dos incêndios. Alguns deles, ainda, foram iniciados de propósito. 

De setembro de 2019 até o momento, os incêndios provocaram a morte de mais de 20 pessoas, dezenas de desaparecidos e 1200 casas destruídas. Em New South Wales, estado no sudeste da Austrália, mais de quatro milhões de hectares foram queimados, colocando-o em estado de emergência.  

A vida silvestre das regiões afetadas está sendo devastada. De acordo com estudo acadêmico, a estimativa é de que 480 milhões de animais morreram só em New South Wales. Vacas e ovelhas também perderam a vida. Além de matar animais, as chamas destroem o habitat deles, deixando-os vulneráveis à morte.  

Efeito estufa: processo natural, mas intensificado pela ação humana

A Austrália é um dos maiores emissores de gases de efeito estufa per capita no mundo. O consenso científico, segundo matéria da BBC News, é de que os níveis crescentes de CO2 estão esquentando o planeta. O efeito estufa é um processo natural e importante para a vida humana. Sem ele, as temperaturas seriam extremamente baixas. Porém, as ações humanas intensificam este efeito.

A elevação da concentração dos gases de efeito estufa na atmosfera, como o Gás carbônico (CO2) e o Metano (CH2), se dá, de acordo com algumas projeções, pela emissão de gases poluentes. Exemplos são a queima de florestas e as chaminés das fábricas. Esses gases deixam o calor entrar na atmosfera e dificultam a saída, o que provoca a elevação intensa das temperaturas. Daí, surge o aquecimento global. 

Os incêndios na Austrália afetam você! 

Nós listamos algumas consequências da emissão de poluentes e o aquecimento global:

Incidência de secas, enchentes e tempestades;

Derretimento de geleiras e a consequente ameaça à disponibilidade de água, alimentos e energia no mundo todo;

Extinção de espécies;

Desequilíbrio ambiental;

Elevação dos níveis dos oceanos;

Necessidade de deslocamento da população;

Como amenizar o aquecimento global?

Os padrões de produção e consumo impactam diretamente nas mudanças climáticas do planeta. Governos, empresas e indústrias têm responsabilidade na alteração do clima, mas cada um de nós também contribui para o aquecimento global através das nossas atitudes. 

Saiba o que você pode fazer para diminuir o aquecimento global, de acordo com matéria do site do Programa Estadual de Mudanças Climáticas do Estado de São Paulo (Proclima):

Deixar de consumir produtos de origem animal;

Não comprar produtos de madeira que não é certificada ou preferir produtos de outro tipo de matéria-prima;

Comprar produtos feitos de forma sustentável;

Menos carro e mais bike;

Refletir sobre o consumo de certos produtos;

Comprar de empresas conscientes;

Parar com o desperdício;

Conhecer a problemática da produção da soja;

Juntar o lixo para encaminhar à reciclagem;

Incentivar, conhecer e praticar ações que combatam o aquecimento global.

Fazer a nossa parte é importantíssimo e serve de exemplo à outras pessoas. Se as ações forem repetidas ao longo do tempo, podemos diminuir os impactos que causamos e tornar a vida mais sustentável!